Será que Exercício é Necessário para Emagrecer? Como Emagrecer de Forma Eficiente e Saudável?

372

A resposta é NÃO! Você definitivamente não precisa se exercitar para emagrecer!

É fato que a prática de atividade física acelera e MUITO o processo de emagrecimento, além de prevenir a perda de massa muscular e deixar seu corpo mais forte e saudável.

Mas caso você precise perder peso e não possa se exercitar por conta de algum problema físico, você pode SIM emagrecer somente a partir de uma alimentação adequada.

Mas então como emagrecer de forma eficiente?

Quebrando de vez o Mito da necessidade dos exercícios

Para emagrecer você precisa ter um saldo calórico negativo, isso é ciência e é incontestável. Existem diversas questões metabólicas e hormonais que também estão relacionadas com a perda de peso, mas uma coisa é fato: você precisa queimar mais caloria do que seu corpo absorve para perder peso. Ponto.

E esse saldo calórico negativo pode ser obtido apenas com a alimentação. Como já mencionamos, o exercício acelera e MUITO o processo de emagrecimento, pois faz seu corpo queimar mais calorias, acelera o metabolismo, controla os níveis de alguns hormônios relacionados com a fome e com o metabolismo de gorduras, e promove a construção de massa muscular (afinal ninguém quer ficar magrelo sem massa muscular, não é mesmo?).

Mas tenha sempre em mente que é possível sim perder peso sem exercícios, como mostra um estudo realizado em 2014 (1). Nesse estudo, foram comparadas pessoas que durante um certo período fizeram ou apenas dieta, ou apenas exercícios, ou uma combinação dos dois (dieta mais exercícios). O grupo que fez dieta junto com exercícios, como era de se esperar, conseguiu resultados muito melhores na perda de peso. No entanto, o grupo que fez apenas dieta conseguiu excelentes resultados, inclusive muito melhores do que o grupo que fez apenas exercícios.

Mas apesar de saber que a dieta é o fator mais importante para o emagrecimento, nós do Engenharia Fitness somos adeptos à prática de exercícios, pois eles melhoram diversos aspectos do nosso corpo, como a questão da construção de massa muscular, aceleração do metabolismo, melhora da capacidade cardiorrespiratória, controle hormonal, entre muitos outros fatores positivos.

Como Se Exercitar De Maneira Simples E Eficiente Para Alcançar um Corpo Mais Saudável?

Que corpo você gostaria de ter? O da esquerda ou da direita?

Nas duas fotos, as pessoas têm aproximadamente o mesmo percentual de gordura. Mas está mais do que claro que existe uma grande diferença entre elas, certo?

Quando a gente emagrece e não se exercita, a falta de atividade física faz com que a gente fique extremamente magro e com aquele aspecto de pessoa abatida, fraca

Você deve estar imaginando que ter um corpo bonito e saudável é algo extremamente difícil e só é possível para quem tem muito tempo sobrando. Acredite: garantimos pra você que não é assim!

É possível se exercitar de maneira extremamente eficiente e alcançar o corpo que sempre sonhou investindo pouco tempo no conforto da sua própria casa. Definitivamente NÃO é necessário gastar horas e horas na academia. Você precisa apenas estar motivado e dedicar alguns minutos ao longo da semana.

Quando estudamos para tirar nossa certificação de Personal Trainer e Especialista em Nutrição Fitness pela International Sports Sciences Association (a ISSA), pesquisamos bastante sobre as melhores metodologias de treino para emagrecimento e o que vamos falar hoje é reflexo do que aprendemos durante esses estudos.

Então Como Queimar Mais Gordura Em Menos Tempo?

Afirmo pra você que é possível queimar mais gordura corporal em cerca de 10 minutos do que fazendo exercícios aeróbicos comuns (que duram muitas vezes até 1 hora).

Quando o assunto é perda de peso e gordura corporal, qual o paradigma atual? Horas de caminhadas, corridas, aulas longas de dança, zumba, etc. A gente só se cansa com esse tanto de exercício e não obtém resultados satisfatórios. No entanto, estudos recentes estão mostrando que exercícios de alta intensidade com curtos períodos de descanso são muito mais eficientes.

O nome desse tipo de treino vem de uma sigla em inglês que se chama HIIT. A tradução é Treinamento Intervalado de Alta Intensidade. Para você ter uma ideia de quão poderoso ele é, um estudo australiano (2) indicou que um grupo de mulheres que seguiram um programa de HIIT chegaram a perder até SEIS VEZES MAIS GORDURA CORPORAL que o grupo que seguiu um programa de exercícios aeróbicos de intensidade constante.

Uma das razões que explica por que isso acontece é o chamado “after burn effect“, que quer dizer que você vai continuar queimando caloria mesmo depois do treino. De fato, um outro estudo (3), feito em 1996 pela Baylor College of Medicine (em Houston, Texas, EUA) indicou que indivíduos que seguiram o treinamento HIIT na bicicleta ergométrica queimaram bem mais calorias durante as 24 horas pós-treino do que aqueles que pedalaram em intensidade moderada e constante.

 


Quer Emagrecer Com o Melhor da Alimentação Low-Carb?

Conheça então o nosso programa de emagrecimento Em Forma Em 10! Foi seguindo as dicas desse programa que consegui EMAGRECER 20 kg e finalmente alcancei o CORPO DOS MEUS SONHOS! [CLIQUE AQUI] para saber mais. em forma em 10
E aí, gostou dessa dica? Fala pra gente nos comentários! E compartilhe com seus amigos! Vamos levar informação de qualidade pro Brasil!

 

Referências:

1. Lukas Schwingshackl, Sofia Dias, Georg Hoffmann – Impact of long-term lifestyle programmes on weight loss and cardiovascular risk factors in overweight/obese participants: a systematic review and network meta-analysis. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4227972/>. Acesso em 08 de Dezembro de 2016.

2. The Effect Of High Intensity Intermittent Exercise Training On Autonomic Response Of Premenopausal Women – Steve Boutcher, et al – https://www.researchgate.net/publication/246623062_The_Effect_Of_High_Intensity_Intermittent_Exercise_Training_On_Autonomic_Response_Of_Premenopausal_Women_1246 (acesso em 12/02/2017)

3. Effects of exercise intensity on 24-h energy expenditure and substrate oxidation – Treuth MS, et al – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8883001 (acesso em 12/02/2017)

Comentários