7 Melhores Temperos para a Saúde e Emagrecimento

2171

Muitos tipos de temperos eram usados antigamente por suas propriedades medicinais, bem antes do seu uso na culinária.

E a ciência moderna mostra que diversos desses temperos trazem realmente benefícios incríveis ​​para a saúde, e que também podem auxiliar bastante no processo de emagrecimento.

Nesse post vamos mostrar, com dados científicos, alguns dos mais saudáveis.

1 – Canela

A canela é um tempero bastante popular.

Ela possui propriedades antioxidantes e auxilia na redução da inflamação celular e na diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeo do sangue (1, 2).

Mas o maior benefício dessa especiaria é o seu efeito positivo na redução dos níveis de açúcar no sangue.

A canela pode reduzir o açúcar no sangue por vários mecanismos, incluindo o retardamento do metabolismo dos carboidratos no trato digestivo e uma melhora na sensibilidade do se organismo ao hormônio insulina. E quem nos acompanha sabe que resistência à insulina é um dos agravantes do quadro de obesidade e sobrepeso.

Um estudo mostrou que o consumo diário desse tempero pode reduzir o nível de açúcar no sangue em até 29% em pacientes diabéticos (3).

2 – Açafrão da Terra (Cúrcuma)

O açafrão da terra é o tempero que dá aquela cor amarelada ao Curry. Esse último nada mais é do que uma mistura de diversos ingredientes saudáveis e que é amplamente usado em diversos pratos em todo o mundo.

Açafrão da Terra possui diversos componentes ativos com propriedades medicinais poderosas, sendo o principal deles a Curcumina.

A curcumina é um antioxidante poderosíssimo, que ajuda a combater o estresse oxidativo no nosso organismo estimulando as enzimas antioxidantes do corpo (4). E o combate aos danos causados pelo estresse oxidativo é extremamente importante, pois ele é associado ao envelhecimento e à diversas doenças perigosas.

Além disso a curcumina tem um poder anti-inflamatório tão grande que seu efeito se compara inclusive ao de alguns remédios anti-inflamatórios vendidos em farmácias (5).

E baixos níveis de inflamação celular auxiliam sobremaneira no emagrecimento e na prevenção de diversas doenças, como o Alzheimer, diversos tipos de câncer, entre outras.

3 – Pimenta Caiena (Dedo de Moça)

A pimenta conhecida popularmente no Brasil como Dedo de Moça possui um princípio ativo chamado Capsaicina.

Além de possuir propriedades responsáveis pela redução do apetite, essa substância é responsável por elevar o metabolismo e aumentar a oxidação de gorduras, conforme indica um estudo de uma Universidade do Reino Unido (6).

A dica então é procurar apimentar um pouco suas refeições pra sentir alguns desses benefícios com o tempo.

4 – Gengibre

O Gengibre é um tempero bastante popular e é usado em diversas culturas inclusive como remédio.

Um dos seus muitos benefícios é o tratamento de enjoos. Seja pra curar aquela sensação de enjoo quando você acorda, ou na gravidez ou até o enjoo gerado em tratamentos como a quimioterapia, o gengibre é um poderoso aliado (7, 8).

Um outro importante benefício desse tempero é seu poder anti-inflamatório, que pode inclusive auxiliar na diminuição de dores musculares (9). E quem acompanha os post do Engenharia Fitness sabe muito bem que a inflamação celular é um dos motivos que fazem as pessoas terem dificuldade para perder peso.

5 – Alho

O alho é um ingrediente incrível!

Além de dar um gosto maravilhoso pra qualquer comida, ele é rico em vitaminas C, B1 e B6, além de minerais como o cálcio, potássio, cobre, manganês e selênio.

Uma outra substância extremamente benéfica que ele contém é a Alicina. Vários estudos associam seu consumo à redução da pressão sanguínea, do colesterol LDL e Total, que são fatores importantes para a prevenção de doenças cardíacas (10).

Outros estudos ainda associam o consumo do alho com a redução do risco de desenvolver alguns tipos de câncer.

Por último, esse alimento é ainda responsável por combater bactérias e fungos.

6 – Azeite de Oliva Extra Virgem

Quem não ama temperar saladas com azeite, não é mesmo?

O azeite de oliva extra virgem é uma das fontes de gordura mais saudáveis que existem. Ele ajuda a diminuir o triglicerídeo, aumentar o colesterol HDL (que é o tipo que faz bem) e ainda a estimular hormônios que nos dão saciedade.

Além de conter gorduras monoinsaturadas, que são altamente benéficas para o coração, esse alimento tem alto poder anti-inflamatório e é repleto de antioxidantes responsáveis pela prevenção de muitas doenças, como o câncer, Alzheimer e diabetes tipo 2.

E o mais incrível: alguns estudos mostram que o azeite pode ainda aumentar o metabolismo e colaborar com a perda de gordura (11).

7 – Cominho

Esse ingrediente delicioso encontrado em diversos pratos tem benefícios muito além dos culinários.

Um dos usos medicinais mais tradicionais do cominho é no tratamento da indigestão. Um estudo recente confirmou que esse tempero pode de fato ajudar na regularização da digestão (12).

Além disso ele é uma fonte muito rica de ferro (um mineral muito carente na alimentação moderna) e pode ainda promover perda peso (13), diminuição do colesterol ruim (14) e melhorar os níveis de açúcar no sangue, ajudando a combater e prevenir a diabetes (15).

Isso tudo sem falar que possui ainda componentes com propriedades antioxidantes, que podem auxiliar no tratamento de doenças como o câncer (16).


Quer Saber Como Se Alimentar Corretamente e Emagrecer de Uma Vez por Todas?

Depois de muito estudar, criamos um Plano de Emagrecimento Completo que já fez o Saulo perder 20 kg, o Victor 14 kg e está mudando a vida de muitas outras pessoas. Convidamos você a conhecer o Guia do Emagrecimento Definitivo CLICANDO AQUI ou na imagem a seguir.
E aí, gostou dessa dica? Fala pra gente nos comentários! E compartilhe com seus amigos! Vamos levar informação de qualidade pro Brasil!
 

 

Referências

  1. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4003790/
  2. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14633804
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19930003
  4. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17569207
  5. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19594223
  6. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22634197
  7. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10793599
  8. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15802416
  9. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20418184
  10. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23590705
  11. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14756910
  12. http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0308814608002483
  13. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25456022
  14. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4039583/
  15. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27664636
  16. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23034115

Comentários